Instituição

A Associação de Pais e Amigos da Freguesia de Cunha é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, com sede e instalações próprias situadas na Rua de Beirão, Freguesia de Cunha, concelho de Braga. Na génese da criação desta Instituição está a Junta de Freguesia de Cunha, que no ano de 1995, e no seguimento de uma dinâmica de desenvolvimento que se vinha sentindo ao nível da criação de infraestruturas básicas, pensou alargar esta dinâmica de desenvolvimento para área social e da família. Neste pressuposto, a Junta de Freguesia de Cunha, em Janeiro de 1996, implementou o serviço de refeições para os alunos que frequentavam o ensino pré-escolar. Este serviço permitia aos pais a conciliação da vida familiar com vida profissional que desde logo se revelou uma aposta ganha, tendo em conta o número de crianças inscritas no ano letivo seguinte (1996-1997). Estando prevista no programa do governo de então a expansão e desenvolvimento do ensino pré-escolar, cujo regime jurídico e respetivo sistema de organização e financiamento é estabelecido pelo Dec-Lei 147/97, de 11 de Junho, para as componentes não educativas (prolongamento de horário e refeições), não se previam então, quaisquer apoios para o 1º ciclo do ensino básico. Funcionando o Jardim de Infância e a Escola EB1 no mesmo edifício, era necessário criar condições de prestação de serviços aos aluno do 1º ciclo (refeições e ATL). Surgiu assim a ideia da fundação de uma IPSS, para poder celebrar acordos com a Segurança Social.

Associação de Pais e Amigos da Freguesia de Cunha.

Deste modo, a Junta de Freguesia de Cunha, através dos seus elementos, lançou mãos à obra e começaram as reuniões para o efeito. Reuniram-se 11 pessoas que, após todo um trabalho de elaboração de estatutos, subscreveram a escritura de constituição da ASSOCIAÇÃO DE PAIS E AMIGOS DA FREGUESIA DE CUNHA, em 4 de Julho de 1996. Seguiu-se todo o processo de reconhecimento da Associação como IPSS, junto da Segurança Social, que culminou com a publicação em Diário da República de nº 171, de 27-07-1998, do registo definitivo dos estatutos da IPSS, reconhecida como pessoa coletiva de utilidade pública.

As respostas sociais

Estavam criadas as condições para começar e trabalhar e a pensar em projetos. Em Setembro de 1998, celebramos o primeiro acordo de colaboração com a Segurança Social, para a resposta social de ATL C/ALMOÇO, para 25 utentes. Entretanto, as nossas atividades desenvolviam-se nas instalações da Escola EB1, sedimentadas em protocolos de colaboração com a ex-Delegação Escolar de Braga. Em 1999 começámos a pensar em construir as nossas instalações próprias. Em Janeiro deste ano, escolhemos o local para a implementação do projeto e logo iniciamos as negociações com os proprietários de seis parcelas de terreno, tendo em vista a sua aquisição, para aí construir respostas sociais para crianças e idosos.

Com a criação destas respostas sociais pretendemos servir prioritariamente a população desta Freguesia e das Freguesias limítrofes, cujos habitantes terão acesso, no meio onde residem ou muito perto dele, a serviços sociais de proximidade que permitam à população trabalhadora ter a garantia de que os seus filhos terão um local especializado para a 1ª infância e para as actividades extraescolares e os seus pais (os idosos), terão um serviço de acompanhamento, também especializado, sem terem de sair do “habitat” a que estão acostumados, onde “conservam a memória e exercem o afeto”.

A conclusão

Após a aquisição de terrenos começa a elaboração do projeto de arquitetura, que fica concluído no ano 2000. No final deste ano preparamos uma candidatura a fundos comunitários (medida 5.6 – FEDER), que entregamos em 31 de Janeiro de 2001. Esta candidatura foi preparada, após a devida caracterização da Segurança Social para as respostas sociais a criar, que neste processo foi a entidade coordenadora, sendo a Associação de Pais e Amigos a entidade executora. As obras começaram em Novembro de 2001 e foram concluídas e Setembro de 2003. A partir deste ano os serviços que funcionavam nas instalações das EB1 passaram para as nossas novas instalações onde funcionam as respostas sociais de Creche, ATL, Centro de Dia, Centro de Alojamento Temporário e Serviço de Apoio Domiciliário.



Assembleia Geral

Efetivos:
- Ana Marta Fernandes Magalhães Dias
- Manuel Inácio Vilaça Tinoco
- Lucília Oliveira Costa

 
Suplentes:
- Maria Eugénia Carvalho Ribeiro Couto
- Sofia Raquel Baptista Vieira
- Manuel Augusto Martins Araújo


Direção

Efetivos:
- Albano Martins de Sousa
- Pe. Manuel Joaquim Azevedo Costa
- Armindo Jesus Pereira Sousa
- Augusto Martins de Sousa
- Luís Gomes Pereira

 
Suplentes:
- Germano Jorge F. Coelho Veiga
- Virgílio Gomes Pereira
- Manuel Gomes dos Santos
- José Rui Araújo Oliveira
- José Carvalho Batista Gomes


Conselho Fiscal

Efetivos:
- Fernanda Maria Oliveira Costa
- António Gomes Vieira
- Vera Lúcia Gomes Sousa

 
Suplentes:
- Maria Idalina Carvalho Ribeiro
- Armando Martins Sousa
- Beatriz Cláudia Pereira Cunha